20 °c
Nilopolis

Unidades de saúde podem ser obrigadas a fazer exame para detectar anemia falciforme em recém-nascidos

Projeto de Lei será enviado para o governador do Rio, Cláudio Castro (PSC), que poderá aprová-lo em até 15 dias

Unidades de saúde poderão ser obrigadas a fazer exame para detectar anemia falciforme em recém-nascidosFoto: Divulgação / SES

Rio – A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, nesta terça-feira, que unidades de saúde do Rio poderão ser obrigadas a realizar o exame que detecta anemia falciforme em recém-nascidos. O Projeto de Lei 3.131/20 será enviado para o governador do Rio, Cláudio Castro (PSC), que poderá aprová-lo em até 15 dias. 

A lei garante que a gestante receba todas as orientações e informações necessárias caso o bebê seja diagnosticado com anemia falciforme. A puérpera também deve ser acompanhada pelo Serviço de Atenção Especializada. 

“Segundo o Ministério da Saúde, é estimado que 4% da população brasileira apresenta traço falciforme. Sem o devido tratamento, apenas 20% das crianças atingem cinco anos de idade. Essa realidade tem exigido atenção do poder público e políticas especializadas visando o diagnóstico precoce da doença”, apontou a autora do PL, a deputada estadual Monica Francisco (Psol). 

Também assinam o texto como coautores os deputados Tia Ju (REP), Martha Rocha (PDT), Carlos Minc (PSB), Waldeck Carneiro (PT), Renata Souza (PSol), Eliomar Coelho (PSol), Chiquinho da Mangueira (PSC), Enfermeira Rejane (PCdoB), Wellington José (PMB), Zeidan (PT), Franciane Motta (MDB) e Flávio Serafini (PSol).

Próximo Post