UFRJ lança campanha na internet para recuperação de prédio

A inciativa quer atrair doações privadas para reformar edifício de 1957 que sofreu com dois incêndios

Campanha para reforma do prédio da reitoria da UFRJWhatsApp O DIA

Rio – A Universidade Federal do Rio de Janeiro iniciou uma campanha para atrair doações privadas para o Fundo de Apoio à recuperação do prédio Jorge Machado Moreira, edificação da reitoria que sofre com problemas de manutenção e, desde 1957, já passou por dois incêndios, o mais recente no mês de abril. Pessoas físicas ou jurídicas privadas poderão contribuir com o depósito de qualquer valor em uma conta específica aberta no Banco do Brasil. Um Comitê Gestor composto por membros da UFRJ e da Fundação Coppetec irá administrar os recursos, com total transparência para acompanhamento dos donativos e suas aplicações.

Os valores serão utilizados para recuperação dos espaços físicos do prédio e aquisição de equipamentos e mobiliário. Entre as obras previstas para a edificação, estão incluídas revisão geral da parte elétrica, intervenções para recuperação dos pilares e das fachadas, impermeabilização da cobertura dos blocos C e D, recuperação estrutural das áreas afetadas pelos incêndios e implantação do projeto de combate a incêndio e pânico.

A estimativa de custos para a recuperação dos espaços atingidos pelos incêndios está em torno de R$ 4 milhões, enquanto para a recuperação total do edifício, inclusive com adaptações preventivas contra novos sinistros, esse valor estaria próximo de R$ 15 milhões. Os interessados em contribuir com o Fundo de Apoio para a recuperação do prédio Jorge Machado Moreira podem realizar depósito em favor da Fundação Coppetec, na conta-corrente 55.735-8, da agência 2234-9, do Banco do Brasil, remetendo o recibo do depósito para o site da transparência do Fundo de Apoio ou para o e-mail: [email protected].

A campanha é lançada duas semanas depois da universidade, eleita segunda melhor instituição de ensino superior da América Latina, anunciar falta de verba para manter o funcionamento da instituição. De acordo com o Orçamento Discricionário da UFRJ, em 2012 a verba era de R$ 773 milhões, desde então, o repasse de verba só diminuiu. Em 2019 o valor caiu bruscamente para R$ 389 milhões, chegando a R$ 299 milhões em 2021.

Leia Mais

UFRJ: estudantes exaltam importância da instituição e lamentam abandono

O edifício Jorge Machado Moreira já foi ícone da arquitetura e símbolo de elegância e modernidade em 1957. Na ocasião, conquistou o primeiro lugar na Exposição Internacional de Arquitetura, em São Paulo, na categoria prédios públicos.

“Todas as doações e todas as compras serão colocada no Portal da Transparência da Coppetec. Lá será possível ver os valores, compras e notas fiscais de qualquer bem que a gente tenha comprado. Não recebemos de pessoas públicas, apenas privadas”, afirmou Fernando Peregrino, diretor executivo da Coppetec.

Próximo Post