Uerj entra com representação contra Gabriel Monteiro na Câmara por acusação a professores

O parlamentar e ex-PM disse em uma entrevista ao Pânico, da rádio Jovem Pan, que presenciou docentes da universidade fumando maconha

Rio – A Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) entrou com uma representação na Câmara dos Vereadores pedindo a abertura de processo contra Gabriel Monteiro (PSD) por ofensas ao corpo docente da instituição. De acordo com o documento, representado pelo reitor da instituição, Ricardo Lodi Ribeiro, o vereador acusou os professores da unidade de usarem maconha na frente dos alunos durante uma entrevista no programa ‘Pânico’, da rádio Jovem Pan, no dia 04 de junho.

O pedido, enviado à mesa diretora da Câmara dos Vereadores, presidida por Carlos Caiado (DEM), traz trechos da entrevista, onde o ex-PM relata que começou sua vida acadêmica na Uerj aos 19 anos e menciona ter presenciado professores fumando maconha na universidade. “Sinceramente, meus professores chegavam fumando maconha”, disse Monteiro. A universidade definiu a fala como do parlamentar como “leviana, absurda e ultrajante”.

Próximo Post