Três homens são presos em operação que fechou fábrica clandestina de cosméticos em Itaperuna

Eles são acusados de falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais

Suspeito por roubo é preso durante ação da Polícia Civil.Foto: reprodução internet

Rio – A Polícia Civil fechou uma fábrica clandestina de cosméticos, nesta quarta-feira, em Itaperuna, no Noroeste do Estado. Durante a Operação “Divisas Integradas IV”, três homens foram presos acusados pelos crimes de falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais.

Os agentes da da 143ª DP (Itaperuna) apreenderam diversos produtos de beleza e cosméticos, além de celular, notebook, entre outros materiais.

De acordo com os policiais, a fábrica foi descoberta após os agentes abordarem um veículo, próximo ao trevo de Retiro do Muriaé e BR-356, momento em que foram encontrados os cosméticos. Ao checarem a origem e destino da carga, localizaram uma gráfica clandestina para a confecção de rótulos e embalagem de diversos produtos utilizados em salões de beleza, sem a devida licença.

Segundo os policiais, ao lado da gráfica foi encontrado um galpão com diversos recipientes vazios, galões com produtos semelhantes a shampoo e embalagens de cosméticos vencidos.

Próximo Post