Traficante tem perna amputada após confronto em São Gonçalo

Júlio César Simão de Souza, o Magrinho da Viúva, é apontado como chefe do tráfico no Morro da Viúva. Ele está internado desde o último domingo

Júlio Cesar Simão de Souza, o Magrinho da Viúvarlima

Rio – Baleado no último domingo durante uma operação das policias Civil e Militar em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, o traficante Júlio César Simão de Souza, conhecido como Magrinho da Viúva, teve uma perna amputada. Ele está internado há quatro dias no Hospital Estadual Alberto Torres (Heta), no bairro Colubandê, e seu estado de saúde é grave.

Investigações da Polícia Civil apontam Júlio César como número um na hierarquia do tráfico de drogas no Morro da Viúva, no bairro Jardim Bom Retiro, em São Gonçalo.

Segundo a polícia, o bando liderado por ele é responsável por vários roubos de cargas na rodovia BR-101 (Niterói-Manilha). Magrinho também é investigado por comandar arrastões na rodovia.

Ainda segundo a polícia, o traficante é quem organiza o baile funk conhecido como “Baile do Japão”, dentro do Morro da Viúva. O evento serve para alavancar a venda de drogas e de produtos roubados.

Na ocorrência do fim de semana, além de Júlio César, outras duas pessoas foram baleadas, um suspeito não resistiu e morreu. A polícia também prendeu um homem apontado como braço direito de Magrinho. Um fuzil foi apreendido.

Próximo Post