Taxa de ocupação de leitos de UTI atinge menor marca dos últimos 15 dias, mas ainda é alta

Segundo painel de covid-19 estadual, capital tem 766 leitos de UTI destinados a covid-19 e desses 93% estão ocupados

Rio registra menor índice de ocupação de leitos de UTI nos últimos 15 diasReprodução

Rio – A taxa de ocupação de leitos de UTI no Rio atingiu, nesta terça-feira, seu menor índice dos últimos 15 dias, com 93% das vagas preenchidas. De acordo com o Painel Rio Covid-19, da prefeitura, o 716 pacientes ocupam os leitos destinados a pacientes graves diagnosticados com covid-19. O número é o menor desde o dia 2 de maio, quando a cidade registrava 92%.

A cidade possui, segundo painel do Governo Estadual, 766 leitos de tratamento intensivo exclusivos para os pacientes com covid-19. O sistema também informa que há quatro pessoas aguardando na fila de espera para serem direcionadas a um leito de enfermaria ou UTI na rede pública. Além de 1.309 pacientes internados no momento. Nesta terça-feira, Secretaria de Estado de Saúde do Rio (SES) informou que últimas 24 horas, foram contabilizados 3.939 novos casos e 256 mortes pelo coronavírus.

No caso dos leitos de enfermaria, o painel indica 82% das vagas ocupadas no município. Já no estado, a taxa de ocupação de leitos de UTI destinados à covid-19 está em 82,8%, com espera na fila estimada em duas horas para regulação. Em enfermaria, 59,3% dos leitos estão sendo usados por pacientes infectados pelo vírus. O prazo para regulação nesse caso é de apenas uma hora, segundo o painel estadual.

A letalidade do vírus no se manteve estável nas últimas 24h em 5,85%. A fila de espera por leitos de UTI regulados pelo governo estadual registrou no último balanço, divulgado às 17h, 49 pacientes aguardando. O número foi o menor nos últimos dez dias. Em enfermaria, a fila divulgada no fim da tarde era de 10 pessoas. 

Via: O Dia
Próximo Post