Sobrevivente de desabamento em Rio das Pedras segue no CTI em estado grave

Maria Quiara, de 26 anos, está há três dias com quadro de saúde instável. Nathaniele Gomes, outra sobrevivente da tragédia, também está internada, mas estado de saúde é estável

Maria Quiara Abreu, de 26 anos, continua internada no CTI do Hospital Municipal Miguel Couto, no LeblonArquivo pessoal

Rio – Maria Quiara Abreu, de 26 anos, sobrevivente do desabamento em Rio das Pedras que matou seu marido e sua filha, segue internada no CTI do Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon, e seu estado de saúde é grave e instável. A informação foi repassada pela Secretaria Municipal de Saúde na tarde deste domingo (6). Ela está sedada desde quinta-feira (3), quando foi resgatada dos escombros, e ainda não sabe que Nathan Gomes, de 30 anos, e a pequena Maitê, de 2 anos, seu marido e filha, foram encontrados mortos por equipes do Corpo de Bombeiros. 

Leia Mais

Após desabamento, outras construções correm risco em Rio das Pedras

Além de Quiara, a irmã de Nathan, Nathaniele Gomes, também está internada no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. De acordo com a SMS, o estado de saúde dela é estável. Neste momento, a família da sobrevivente pensa em como noticiar o falecimentos das duas vítimas para Quiara, devido ao seu estado de saúde fragilizado. “Nossa maior preocupação é quando ela acordar e saber que os dois faleceram. Eu espero muito que ela não saiba. Que ela tenha esquecido do que aconteceu. A filha era tudo para ela”, lamentou Jonas Alves, primo de Quiara.

Pai e filha foram enterrados juntos

Luciano Belford/Agência O Dia

Os corpos de Nathan Gomes e sua filha, Maitê, foram sepultados no Cemitério do Caju

Em uma triste cerimônia de despedida, Nathan e Maitê foram sepultados juntos, na tarde da última sexta-feira (4), no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, Zona Norte do Rio. Por volta das 15h20, cerca de 50 familiares e amigos chegaram ao cemitério, vestindo uma camisa branca com a foto das vítimas e com os dizeres “não existe partida para aqueles que permanecerão eternamente em nossos corações”. Entre os presentes, estava uma das pessoas feridas no desabamento, Tatiana Souza.

Muito abalada, dona Antônia de Souza Gomes, mãe de Nathan e avó de Maitê, dizia aos prantos a importância do seu filho: “Meu filho era tudo. Ai meu filho”. Ela foi consolada pelo ex-marido, pai e avô das vítimas, Genivan Gomes Macedo. “Ele está no céu, está descansando. Deus deu e Deus levou. Estou sentindo essa mesma dor. Mas perder meu filho seria se tivesse perdido ele pro mundo, ninguém aqui queria isso, queria ele aqui”, declarava.

Genivan, falava com orgulho do filho que criou. “Não era um mau menino, não tinha vícios, sempre trabalhou e era querido por todos. Agora ele está no céu, com o anjinho dele. Quando eu fiquei sabendo da notícia de madrugada eu fiquei louco, estou pedindo muita força a Deus. A gente sofre junto. A Maitê é um anjinho”.

Via: O Dia
Próximo Post