‘Sempre foi uma pai carinhoso’, diz defesa de Jairinho

No documento entregue na semana passada, os advogados tentam impedir que o processo de cassação vá à plenária na Câmara do Rio

Rio – A defesa do vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (sem partido) segue tentando convencer a Câmara do Rio em não prosseguir com o processo de cassação do mandato do parlamentar. O político é acusado de matar o enteado Henry Borel, de 4 anos. Ele e a namorada, Monique Medeiros, mãe do menino, estão presos pelo crime. Jairinho também foi indiciado em outros crimes. 

No relatório entregue na semana passada ao Conselho de Ética e Decoro da Câmara dos Vereadores do Rio, os advogados alegam que Jairinho sempre foi um pai exemplar. O documento diz ainda que o médico é caridoso e carismático e fez uma legião de amigos e admiradores na Câmara.

Próximo Post