20 °c
Nilopolis

Se ação da PM não foi planejada, STF deve obrigar ‘freio de arrumação’ na Segurança do Rio, avalia professor

Professor de Direito Constitucional da FGV Direito Rio, Wallace Corbo, afirma que expediente dos policiais militares envolvidos na ação policial que acabou com a morte de uma jovem grávida no Complexo do Lins, Zona Norte do Rio, na última terça-feira (8) precisa ser esclarecido

Rio – O expediente dos policiais militares envolvidos na ação policial que acabou com a morte de uma jovem grávida no Complexo do Lins, Zona Norte do Rio, na última terça-feira (8) precisa ser esclarecido. Caso fique comprovado que não houve operação, o Supremo Tribunal Federal deve obrigar o Estado do Rio a fazer um “freio de arrumação” em sua política de Segurança Pública. É o que analisa o professor de Direito Constitucional da FGV Direito Rio, Wallace Corbo.

Próximo Post