Rio vacina trabalhadores da educação e pessoas em situação de rua; veja calendário

A partir da próxima semana, profissionais entre 49 e 45 anos das redes pública e privada serão vacinados. Secretaria garante que não faltará doses para pessoas com comorbidades

Subsecretário de Vigilância em Saúde, Márcio Garcia, apresenta calendárioREPRODUÇÃO YOUTUBE

Rio – A prefeitura voltou a incluir na lista de imunização contra a Covid-19 os trabalhadores da Educação, tanto da rede pública, quanto da privada. O calendário para esse grupo começa a valer na próxima segunda-feira (24), e contempla não só professores da educação básica ao ensino superior, mas também funcionários de setores administrativos e de serviços gerais. A prefeitura também vacinará pessoas em situação de rua, pessoas privadas da liberdade e funcionários do sistema prisional.

A programação começa com trabalhadores da Educação de 49 anos, na segunda-feira (24). Eles podem receber o imunizante em qualquer posto de vacinação, desde que estejam munidos com algum comprovante de vínculo empregatício – de preferência um contracheque.

“Se esse contracheque não deixar claro, seja na educação básica ou ensino superior, é necessária uma declaração do diretor dessa instituição, ou da rede de ensino. Importante deixar claro que essa vacinação é para todos professores, merendeiras, secretários”, comentou o secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha. A expectativa é vacinar 20 mil trabalhadores da faixa etária.

O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, comentou que não haverá incongruência em relação a determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendia a vacinação de grupos profissionais, como professores e policiais, por não estarem previstos como prioritários no Plano Nacional de Imunização. A secretaria elaborou uma nota técnica, e argumentou que o calendário tem avançado naturalmente, sem sobressaltos.

“A determinação do STF recomenda que se a gente alterar o calendário, nós façamos uma justificativa com base com critérios científicos. A gente está seguindo o calendário e avançando normalmente, seguindo a recomendação. Estava previsto que a gente tivesse vacina reservada para o grupo de comorbidades, e a gente tem vacina para esse grupo. Estamos seguindo normalmente”, comentou Soranz. 

O calendário da próxima semana prevê as seguintes idades para profissionais da Educação:

segunda-feira (24): 49 anos ou mais
terça-feira (25): 48 anos ou mais
quarta-feira (26): 47 anos ou mais
quinta-feira (27): 46 anos ou mais
sexta-feira (28): 45 anos ou mais

Pessoas em situação de rua, nas casas de detenção e funcionários do sistema prisional também entram no calendário

A prefeitura anunciou também que a partir de segunda-feira irá iniciar o plano de imunização para pessoas em situação de rua. De acordo com o último Censo da prefeitura, há aproximadamente 7 mil na cidade. A população que já está nos abrigos da prefeitura, e por isso já estão cadastradas, devem ser priorizadas. Depois, a população de rua receberá a vacinada, com equipes de abordagem da prefeitura.

“Vamos utilizar os abrigos da prefeitura e os abrigos privados, dentro do número do nosso censo, que são 7 mil pessoas em princípio. Através disso, a secretaria de Saúde fará a vacinação dessa população. A população idosa abrigada já vacinou”, explicou a secretária municipal de Assistência Social, Laura Carneiro.

Pessoas presas e funcionários do sistema prisional também entram, mas ainda não há detalhes, como se haverá divisão por grupos prioritários.

Próximo Post