Rio pretende finalizar nesta semana a fila de vacinação com a segunda dose da CoronaVac

De acordo com o secretário municipal de saúde, Daniel Soranz, o protocolo que será criado de liberação de eventos não é para aplicação imediata

O Secretário de Saúde do Rio, Daniel Soranz, particiou na manhã desta segunda (17) da inauguração do novo ponto de vacinação no Espaço Hall, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do RioTV Globo

Rio – O secretário de Saúde do Rio, Daniel Soranz, afirmou na manhã desta segunda-feira (17) que pretende imunizar toda a população que aguarda a segunda dose da vacina CoronaVac nesta semana. Ele esteve presente durante a inauguração de um novo ponto de vacinação na casa de espetáculo Espaço Hall (antigo Barra Music), em Jacarepaguá, na Zona Norte do Rio.

Diversos municípios do RJ enfrentaram um período turbulento com a vacinação para a 2° dose da CoronaVac, em função da baixa produção do imunizante feito pelo Instituto Butantan. A fabricação chegou a ser paralisada por falta do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), oriundos da China.

“Essa semana finalizamos toda a fila para a segunda dose da CoronaVac. Se você está no momento de tomar a sua segunda dose da vacina, procure uma unidade de saúde no Rio”, disse o secretário Daniel Soranz em entrevista para o programa Bom Dia Rio, da TV Globo.

O novo posto de vacinação no Espaço Hall atenderá o público de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Hoje a campanha atenderá homens de 45 anos com comorbidades e pertencentes aos grupos prioritários.

A média móvel de casos confirmados de contaminação pela covid-19 na cidade passou por uma redução desde o início de maio. No sábado (15), o índice alcançou 246 registros da doença. O secretário de Saúde reforçou que a vacinação avança no município e relembrou o anúncio feito na sexta-feira (14) pelo prefeito Eduardo Paes, que tinha planejado nesta semana o estabelecimento de um decreto para o retorno de eventos-testes na cidade. Soranz disse que a medida deve ser feita “mais para frente”.

“O Rio de Janeiro é uma das capitais que está mais avançada na vacinação, a gente já tem 26% da nossa população vacinada. É por isso que esses eventos são mais para frente. Vamos planejar esses eventos de acordo com o aumento da cobertura, se naquele momento tivermos mantido a redução do número de casos e internações. A avaliação também é de acordo com o sistema de testagem que vai ser montado para um determinado evento. Os outros países começaram a fazer testes com celebrações mesmo antes da vacinação, mas aqui no Rio queremos esperar um pouco. Precisa ir planejando para que as coisas sejam bem feitas no tempo certo”, afirmou.

Pessoas vacinadas podem fazer visitas nas alas covid-19 dos hospitais

A prefeitura permitiu nesta segunda que pessoas imunizadas contra a covid-19 possam fazer visitas a pacientes contaminados pela doença nos hospitais do município. A medida vale para unidades da rede pública e privada, compreendendo unidades municipais, estaduais e federais.

Soranz disse que as unidades de saúde têm autonomia para autorizar ou não as visitas. As regras da prefeitura estabelecem apenas a visita para quem recebeu as duas doses da vacina e aguardou o período de duas semanas após a vacinação podem fazer o acompanhamento de pessoas contaminadas.

“Cada hospital tem a sua autonomia para planejar como vai fazer isso, quando vai fazer isso e qual a quantidade de pacientes. Havia uma vedação para todos os hospitais e agora ela tá sendo liberada, com a decisão de cada hospital no momento ideal para fazer essa retomada”, concluiu o secretário.

Próximo Post