‘Rio não é colônia de férias’, diz delegado após megaoperação no Rio

Polícia apreendeu mais de uma tonelada de drogas e prendeu 15 pessoas nos estados do Amazonas, São Paulo e Rio de Janeiro

Rio – Em coletiva sobre a Operação Coalizão pelo Bem, realizada na nesta desta sexta-feira (18), na Cidade da Polícia, o delegado Flavio Porto, diretor do Departamento de Combate à Lavagem de Dinheiro do Rio de Janeiro, disse que criminosos de outros estados não irão encontrar facilidade no Rio. “Criminosos de outros estados que vêm para cá achando que o Rio de Janeiro é uma colônia de férias serão presos. Eles não terão boa vida aqui”.

Paralelo à Coalizão do Bem, uma operação conjunta das polícias civis do Rio de Janeiro e do estado do norte, bloqueou contas do esquema do Comando Vermelho que chegou a movimentar R$ 127 milhões, em um ano e meio. “Queremos quebrar esse braço do crime. A movimentação de dinheiro eram de duas empresas do ramo de alimentação e laticínios, que camuflavam esse dinheiro do tráfico com o dinheiro lícito próprio. Isso foi descoberto através do trabalho integrado da Polícia do Rio e do Amazonas, além do Coaf”, disse Porto.

Próximo Post