Rio decreta luto de três dias após morte do sambista Nelson Sargento

O cantor e compositor faleceu nesta manhã após complicações da covid-19

Nelson SargentoDivulgação/Edinho Alves

Rio – A Prefeitura do Rio decretou luto oficial de três dias pela morte do sambista Nelson Matos, o “Nelson Sargento”. O baluarte faleceu nesta manhã aos 96 anos após contrair a covid-19. Ele estava internado na UTI do Instituto Nacional de Câncer (Inca), desde o último dia 20 após chegar à unidade com um quadro de desidratação, anorexia e significativa queda do estado geral. Depois de passar por exames, o cantor testou positivo para o coronavírus.

De acordo com a assessoria do Inca, no último sábado (22), o sambista precisou do auxílio de uma máscara de oxigênio após apresentar piora do padrão ventilatório e de hipertensão. Seu quadro era considerado grave. Às 10h45 desta quinta, foi informado que Nelson Sargento havia falecido. 

O paciente era matriculado no Inca desde 2005, quando foi diagnosticado com câncer de próstata, que já foi tratado há anos. No dia 26 de fevereiro, o músico recebeu a segunda dose da vacina contra a covid-19. Compositor de mais de 400 canções, o cantor tem como um de seus sambas mais conhecidos ‘Agoniza Mas Não Morre’.

Via: O Dia
Próximo Post