Prefeitura de Nova Iguaçu comete equívoco na convocação da segunda dose da Pfizer

Inicialmente, a chamada era para que as pessoas que receberam a primeira aplicação comparecessem em 21 dias, mas o prazo foi alterado para 12 semanas, conforme determinação do Programa Nacional de Imunização

Rio – As datas de vacinação com a segunda dose do imunizante Pfizer/BioNTech foram alteradas no município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, após um equívoco na convocação para aplicação do imunizante. Antes, a chamada para todos que tinham recebido a primeira dose era para que retornassem em 21 dias, mas a prefeitura corrigiu o erro através das redes sociais e esclareceu que os vacinados devem retornar em 12 semanas. A divulgação provocou reclamações nas redes sociais.

O Ministério da Saúde recomendou a todos os municípios do país que adotassem o prazo de 12 semanas por meio de um informe técnico. A medida está sendo adotada pelas prefeituras, que preferencialmente estão aplicando o imunizante em gestantes e puérperas com comorbidades para primeira dose e demais públicos.

Próximo Post