Polícia prende mulher acusada de atuar em quadrilha que fraudava Bilhete Único

Ação dos grupo criminoso gerou um rombo de R$6 milhões aos cofres públicos

Rio – Uma operação da DC-Polinter (Delegacia de Polícia Interestadual – Divisão de Capturas), resultou na prisão de uma mulher acusado de estelionato e organização criminosa. A acusada, Larissa de Souza Mello, fazia parte de uma quadrilha que fraudava cartões de bilhete único. O bando foi descoberto pela polícia através de um trabalho de investigação que durou pouco mais de um ano, coordenado pelo delegado titular da especializada Mauro Cesar e pelo delegado assistente, Kristiano Jotta. 

Os criminosos atuavam em diversas estações de trem do estado do Rio e causaram um prejuízo mensal de mais de R$ 500 mil, totalizando mais de R$ 6 milhões somente durante a investigação. Durante a primeira fase da operação, em setembro de 2020, 08 criminosos foram presos.

Após a operação, a especializada seguiu com o monitoramento de envolvidos no grupo e outros 03 criminosos foram presos. Larissa foi a quarta integrante da quadrilha a ser presa após a operação. Ela foi capturada sem resistência. Não houve feridos. A criminosa será encaminhada à Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), onde ficará à disposição da Justiça.

Via: O Dia
Próximo Post