Polícia identifica ambulantes que agrediram funcionários do MetrôRio nas estações de Coelho Neto e IrajáPolícia identifica ambulantes que agrediram funcionários do MetrôRio nas estações de Coelho Neto e Irajá

Eles vão responder por crime de latrocínio tentado em associação criminosa e estarão sujeitos a uma pena, em caso de condenação, que varia de quatro a dez anos de prisão Eles vão responder por crime de latrocínio tentado em associação criminosa e estarão sujeitos a uma pena, em caso de condenação, que varia de quatro a dez anos de prisão

Rio – Seis homens, integrantes de um grupo de cerca de dez pessoas, foram identificados pela Polícia Civil. Segundo as investigações, eles são os responsáveis por espancarem três agentes de segurança do MetrôRio com pedaços de pau, barras de ferro e um taco de beisebol, na madrugada do dia 13 de abril, em duas estações da Linha 2, na Zona Norte. Os criminosos, que tiveram suas identidades preservadas para não atrapalhar a conclusão do inquérito, foram indiciados e vão responder por crime de latrocínio tentado em associação criminosa e estarão sujeitos a uma pena, em caso de condenação, que varia de quatro a dez anos de prisão.

A primeira ação aconteceu por volta da meia-noite em Coelho Neto. Três homens abordaram o funcionário quando ele fechava a estação. O agente foi agredido com socos e pontapés e ficou com o rosto totalmente lesionado. Em razão da gravidade das agressões, ele precisou passar por uma cirurgia na face para corrigir os ferimentos.

Funcionários do MetrôRio são agredidos por ambulantes nas estações de Coelho Neto e Irajá.

Crédito: Divulgação/MetrôRio#ODia pic.twitter.com/35OAyVlSt1

— Jornal O Dia (@jornalodia) April 13, 2021

Próximo Post