Polícia identifica ambulante que anunciava biscoito ‘roubado’ em Madureira

Homem alegou que se inspirou em série de TV para lançar 'estratégia de marketing' e apresentou nota fiscal. Ele foi preso em flagrante porque estava com um celular roubado, mas disse que comprou de amigo e responderá por receptação em liberdade

Mercadoria roubada foi apreendida e levada para a delegacia de Madureira, na Zona Norte do RioDivulgação

Rio – Uma “promoção” que acabou em prisão. Um ambulante de 35 anos foi preso em flagrante apontado pela Polícia Civil como receptador de produtos roubados. As investigações contra ele começaram após fotos que viralizaram na internet com uma placa dizendo que os produtos que vendia eram “roubados”. As imagens ganharam as páginas de O DIA no fim do mês passado.

De acordo com a Polícia Civil, o homem adotou a estratégia de venda por conta de um episódio da série americana “Todo mundo odeia o Chris”, onde o protagonista adota a mesma medida para vender seus produtos aos colegas de escola.

Após a abertura do inquérito policial, investigadores da da 29ª DP (Madureira), na Zona Norte, conseguiram identificar o ambulante responsável pela comercialização dos biscoitos, que supostamente seriam roubados. Ele foi detido por receptação porque usava um telefone celular roubado em março deste ano.

Na delegacia, o ambulante alegou que seus biscoitos não eram roubados, mas que tudo não passava de uma estratégia de marketing para atrair a atenção dos clientes e que o celular foi comprado em uma feira de campo grande. Ele apresentou um cupom fiscal que seria da compra dos biscoito.

O delegado Neilson dos Santos, titular da 29ª DP, disse que a polícia vai apurar a procedência da nota e, caso confirmado a venda legal, todo material apreendido será devolvido. “Por enquanto permanece apreendido”, disse.

Segundo os investigadores, a estratégia saiu pela “culatra” e resultou na prisão em flagrante por receptação. O homem foi liberado após pagamento de fiança e irá responder em liberdade.

A polícia diz que as investigações continuam e que outros ambulantes também serão investigados por venda de produtos roubados.

Via: O Dia
Próximo Post