Polícia faz operação contra fraude em bombas de combustíveis

Empresário conhecido como 'Rei do Chip' é investigado pela Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados

Rio – Agentes da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) realizaram na manhã desta terça-feira (29) a operação ‘Fraude na Bomba’, para cumprimento de mandados de busca e apreensão em endereços ligados a empresários investigados na instalação de microchips em bombas de combustíveis para fraudar a venda em postos de gasolina.

Um dos investigados é um empresário conhecido pelos apelidos de ’71’ ou ‘Rei do Chip’, em referência ao esquema de fraude. Além dele, a polícia também aponta o filho como integrante do grupo que mantém sociedade em uma empresa de informática especializada na fabricação e instalação de chips para adulterar bombas de combustível.

“Com a instalação desses chips em bombas de combustível, os veículos deixam de abastecer em média entre 7% e 15% do valor mostrado que realmente é pago pelos consumidores, aumentando não só o lucro do posto, mas também praticando outros crimes como de sonegação fiscal e crime contra as relações de consumo”, explica a Polícia Civil.

A polícia diz que o grupo aproveitou o esquema de fraude para obter lucros, compras de carros de luxo e até entrar para o ramo de postos de combustíveis. Pelos menos três postos eram administrados por eles: em Irajá, Resende e Angra dos Reis. Somente um dos postos foi negociado pelo valor de R$1.8 milhão.

Via: O Dia
Próximo Post