20 °c
Nilopolis

Polícia faz mutirão de coleta DNA para auxiliar identificação de desaparecidos

Ação é parte de uma campanha nacional. Familiares de desaparecidos podem participar de 14 a 18 de junho em 13 pontos de coleta no estado

Rio – A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol), por meio do Instituto de Pesquisa e Perícias em Genética Forense (IPPGF), realiza um mutirão para coleta de DNA de familiares de pessoas desaparecidas, na próxima semana. A expectativa é mais que dobrar o banco de perfis genéticos do Rio de Janeiro voltado para a busca de desaparecidos, que hoje conta com 1280 amostras. O trabalho faz parte de uma campanha nacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Podem participar da campanha pais, filhos e irmãos de mesmos pai e mãe de desaparecidos. As coletas serão realizadas de 14 a 18 de junho em 13 postos espalhados por todas as regiões do estado (veja a lista abaixo).

Próximo Post