Polícia Civil apura se ataque no Terreirão foi comandado por miliciano Tandera

Ataque que aconteceu nesta terça-feira pode ter sido mais uma tentativa do miliciano em ocupar regiões que tinham influência de Ecko

A Polícia Civil investiga se o miliciano Danilo Dias Lima, o Tandera, foi o responsável por coordenar o ataque na comunidade do Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio, que deixou três pessoas mortas e cinco feridas. O atentado aconteceu na tarde desta terça-feira (29).

De acordo com a apuração policial, essa seria mais uma das tentativas de Tandera de tentar expandir seus domínios sob os territórios que antes eram controlados ou que tinham influência de seu rival, Wellington da Silva Braga, o Ecko, morto no dia 12 de junho, durante a operação Dia dos Namorados, da Polícia Civil.

Próximo Post