Polícia Civil indicia nove pessoas por furarem fila de vacinação no Miguel Couto

Grupo irá responder pelos crimes de falsidade ideológica e infração de medida sanitária

Rio – A Delegacia de Combate a Corrupção e Lavagem de Dinheiro (DCC-LD) indiciou nove pessoas nesta terça-feira por terem tomado a vacina contra a covid-19 sem serem do grupo prioritário, prática conhecida como ‘fura-fila’, no interior do Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon, Zona Sul do Rio.

De acordo com o titular da distrital, o delegado Thales Nogueira Braga, essa é apenas a primeira fase de uma investigação complexa, que iniciou em fevereiro deste ano. Os agentes da delegacia vêm olhando nome por nome da lista de vacinados e cruzando os dados com listas de servidores do hospital e cadastros de profissionais de saúde junto aos seus respectivos conselhos.

Próximo Post