Parentes cobram agilidade da Justiça sobre o caso Ycaro Miguel, que morreu por bala perdida em Barra Mansa

Nesta sexta-feira, será realizada uma manifestação em frente ao Fórum de Barra Mansa

Rio – Parentes do menino Ycaro Miguel Sigilião dos Santos, de dois anos, vão realizar uma manifestação em frente ao Fórum de Barra Mansa, no Sul Fluminense, para cobrar que o juiz libere o pedido de prisão do autor do crime. A concentração será na Avenida Argemiro de Paula Coutinho, às 11h30. Ele foi morto após ser atingido por uma bala perdida, enquanto brincava com outras crianças no bairro Paraíso de Cima.

De acordo com Roseline, tia de Ýcaro Miguel, agentes da 90ª DP (Barra Mansa) já teriam identificado o autor dos disparos, mas dependem de um mandato para que possam agir.

“Estou organizando as pessoas para ir até ao Fórum de Barra Mansa e tentar chegar ao juiz para que ele libere o mandato de prisão do autor do crime. Enquanto isso não acontecer, a polícia não pode bater em lugar nenhum para poder averiguar onde o criminoso está. Nós já tivemos algumas pistas de onde ele poderia estar, só que infelizmente a polícia não pode fazer nada enquanto não tiver esse mandato. O delegado já pediu, mas o juiz ainda não liberou. Só queremos que a Justiça seja feita”.

Segundo a polícia, o criminoso foi ao local executar Anderson Leite Antero Miranda, de 21 anos, mas acabou acertando um tiro também no menino. A rua estava cheia de adolescentes e outras crianças brincando na hora do duplo assassinato.

Segundo testemunhas, o suspeito chegou em um carro na Rua Geraldo de Paula e atirou contra Anderson. No entanto, Ycaro Miguel acabou sendo acertado por um dos tiros. Em uma publicação no Facebook, a avó do garoto, Andreia Sigilião, escreveu que ele brincava com outras crianças na rua no momento em que foi atingido.

A criança foi socorrida e encaminhada à Santa Casa de Barra Mansa. Em nota, a unidade de saúde informou que Ycaro Miguel chegou ao hospital com parada cardíaca e foi realizado procedimento para reversão do quadro. Porém, o menino não resistiu e morreu ainda na noite de sábado. Anderson Leite também chegou a ser encaminhado para o hospital, mas não resistiu.

Em comunicado, a Polícia Militar disse que buscas foram realizadas na região, porém o criminoso não foi encontrado.

A Polícia Civil foi procurada pela reportagem de O DIA, mas ainda não divulgou a identidade do suspeito.

Via: O Dia
Próximo Post