Panelaço contra Bolsonaro é registrado em diversos bairros do Rio

Protesto pode ser ouvido em Copacabana, Barra da Tijuca e Lapa

Panelaço é registrado na LapaFoto: Reprodução / Redes Sociais

Rio – Diversos bairros do Rio registraram, na noite desta quarta-feira, panelaço durante o pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Durante o discurso na TV aberta, Bolsonaro falou sobre o desempenho do país em combate ao novo coronavírus. 

O protesto pode ser ouvido nos bairros Grajaú, São Cristóvão e Engenho de Dentro, na Zona Norte, na Lapa, Região Central, na Barra da Tijuca e em Jacarepaguá, Zona Oeste, e em Botafogo e Copacabana, Zona Sul. Nas redes sociais, a hashtag #panelaço se tornou uma das mais comentadas da noite. 

No Rio de Janeiro o #panelaço ecoou pelas ruas da Lapa pic.twitter.com/8zuaNq7w8X

— George Marques (@GeorgMarques) June 2, 2021

#Panelaço pedindo #ForaBolsonaro em Jacarepaguá, Rio de Janeiro (via @ROBSON_LEITE) pic.twitter.com/C2ZAcNIApx

— Jeff Nascimento (@jnascim) June 2, 2021

Rio de Janeiro 2 #ForaBolsonaro #panelaco pic.twitter.com/og0CwTfoYT

— ERIKA HILTON (@ErikakHilton) June 2, 2021

Um passeio pelas ruas do Rio de Janeiro durante o pronunciamento de Bolsonaro… #ForaBolsonaroGenocida #19JForaBolsonaro #panelaco pic.twitter.com/0BtVvR6SIk

— jef (@jeferson) June 2, 2021

Pela primeira vez o #Panelaço chegou no meu bairro!!
Vila da Penha, 02 de Junho de 2021.#ForaBolonaroGenocida #ForaBolsonaro#VilaDaPenha#RioDeJaneiro pic.twitter.com/jHbwszBXiS

— Julio Façan (@juliofacan) June 2, 2021

Panelaço São Cristóvão Rio de Janeiro #panelaco #panelaco20h30 #JornalNacional #ForaBolonaroGenocida #BolsonaroGenocida #ForaGenocida #forabolssonaro #500milvidas pic.twitter.com/j12gaI8bxc

— Sabrina Dondoni (@SabrinaDondoni) June 2, 2021
O panelaço também foi registrado em outras cidades ao redor do Brasil, como em São Paulo e Brasília. Os protestos ocorreram sob os gritos de “Fora Bolsonaro” e “Bolsonaro Genocida”. Bolsonaro enfrenta um cenário de maior desgaste do que o de seu último pronunciamento, no dia 23 de março.

Na CPI da Covid, o relator Renan Calheiros (MDB-AL) já sinalizou que há provas suficientes para comprovar que o governo não quis comprar vacinas para enfrentar a pandemia no País. Por outro lado, o presidente também tem visto sua popularidade cair nas últimas pesquisas. Em maio, segundo o Datafolha, a aprovação do mandatário recuou seis pontos e chegou a 24%, pior marca do mandato.

Via: O Dia
Próximo Post