‘O mais difícil era a dor de ver as pessoas soterradas’, diz homem que ajudou vítimas de desabamento

Pizzaiolo Sandro Lopes, de 34 anos, reencontrou a sobrevivente Tatiana Souza durante o enterro de Nathan Gomes de Souza, de 29 anos, e a filha, Maitê Gomes, de apenas 2

Os corpos de Nathan Gomes e sua filha, Maitê, foram sepultados no Cemitério do CajuLuciano Belford/Agência O Dia

Rio – Mesmo durante a tristeza da despedida no sepultamento das vítimas do desabamento do prédio em Rio das Pedras, na Zona Oeste do Rio, houve um momento de conforto. Responsável pelo resgate de algumas vítimas da tragédia, o pizzaiolo Sandro Lopes, de 34 anos, reencontrou a sobrevivente Tatiana Souza. Com muitos machucados pelo corpo, ela foi dar o último adeus ao irmão Nathan Gomes de Souza, de 29 anos, e a sobrinha, Maitê Gomes, de apenas 2.

Lopes ajudou a retirar a mulher dos escombros, ainda durante a madrugada de quinta-feira, e o encontro foi marcado por um abraço emocionado. Para ele, a sensação de ajudar foi a de dever cumprido. O pizzaiolo recordou os momentos de tensão enquanto aguardava o Corpo de Bombeiros chegar ao local.

LEIA MAIS: Pai e filha mortos em desabamento são enterrados no Cemitério do Caju

“Eu estava em casa quando ouvi o barulho, mas quando cheguei na rua vi tudo caído, todo mundo gritando. Fui um dos primeiros a conseguir socorrer, cheguei ajudando eles, consegui tirar duas pessoas. O mais difícil era a dor de ver as pessoas soterradas. O reencontro agora foi importante, o sentimento é de dever cumprido por ter conseguido ajudar”, recordou.

Ele, que foi se despedir de Nathan e sua filha, Maitê, conta que a única dor que ficou, foi a de não ter conseguido ajudar mais. “Minha dor totalmente é de não ter conseguido ajudar a tirar esses dois, principalmente a criancinha. Não éramos amigos, eu só o conhecia de vista, mesmo assim, a dor é grande. Rio das Pedras está de luto, perder duas pessoas dessa maneira dói demais”, finalizou.

Via: O Dia
Próximo Post