Mulher envolvida em caso de racismo contra instrutor de surfe é ouvida nesta quinta

Matheus Ribeiro prestou depoimento nesta terça-feira

Rio – O estúdio de dança onde Mariana Ribeiro Spinelli trabalhava emitiu um comunicando informando que a jovem foi demitida. A professora envolvida no caso de racismo contra Matheus Ribeiro, no Leblon, na Zona Sul do Rio, no último sábado, será ouvida na quinta-feira para prestar esclarecimentos sobre a acusação de furto contra o instrutor de surfe. De acordo com a delegada da 14ªDP (Leblon), Natacha Alves, o depoimento que estava marcado para hoje foi adiado.

“Racismo é crime e não vamos compactuar com isso. A professora envolvida no ato foi demitida e já não faz mais parte do nosso quadro de funcionários”, disse o comunicado.

Além da jovem, o rapaz que aparece nas filmagens ao lado dela, acusando Matheus de furto, também foi demitido, segundo a empresa Papel Craft. Assim como Mariana, ele deve prestar depoimento sobre o caso. A vítima foi ouvida nesta terça-feira e explicou com mais detalhes o ocorrido do último sábado.

Próximo Post