quinta-feira, 28 de outubro de 2021
17 °c
Rio de Janeiro

Mulher confessa que vendeu filho para comprar drogas em São Pedro da Aldeia

A criança foi resgatada pelo Conselho Tutelar e a mulher que comprou a criança por R$ 200 já foi a julgamento 

Rio – Uma mulher, identificada como Marilza Medeiros da Conceição, confessou que vendeu a filha pelo valor de R$ 200 em fevereiro de 2020, na época com um mês de vida, para comprar drogas em São Pedro da Aldeia, Região dos Lagos do Rio. A criança foi resgatada pelo Conselho Tutelar no mesmo mês em que foi vendida, após uma denúncia anônima. Ela foi encaminhada para um abrigo da região e está aguardando a decisão da Justiça para que o seu destino seja definido.

Policiais da 125ª DP (São Pedro da Aldeia) cumpriram um mandado de prisão em aberto, expedido pela 2ª Vara Criminal de São Pedro da Aldeia, na terça-feira (27), e prenderam Marilza na Estrada da Cruz, em Três Vendas, após informações do setor de inteligência.

De acordo com o delegado titular da 125ª DP, Milton Siqueira Junior, inicialmente Marilza disse que a criança estava sob os cuidados do pai, no entanto, após alguns minutos de conversa com os policiais ela confessou que havia vendido a criança para uma mulher em Saquarema. A mulher em questão é Elisangela da Silveira Pacheco, que já foi a julgamento por ter aceitado a compra da criança.

Em audiência realizada no dia 8 de junho, a mulher foi condenada pelo juiz Márcio Costa Dantas a comparecer bimestralmente em Juízo, por dois anos, para apresentar seu endereço e telefone e também prestação de serviços à comunidade. Já Marilza está à disposição da Justiça e vai responder pelo crime previsto no Artigo 238 do ECA.

Próximo Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *