MPRJ pede prisão de Dr. Jairinho por tortura contra filho de outra ex-namorada

Parlamentar foi indiciado por quebrar o fêmur da criança quando ela tinha apenas três anos

Rio – O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) confirmou que a 1ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Territorial da área Zona Sul e Barra da Tijuca pediu a prisão preventiva de Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (sem partido) por torturar o filho de uma de suas ex-namoradas, a estudante Débora de Mello Saraiva.

Segundo investigações da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV), o parlamentar também teria agredido a mulher em quatro ocasiões. Em depoimento, Debora disse que, em uma das brigas do casal, entre 2018 e 2019, ela chegou a ter um dedo do pé direito fraturado após chutes do parlamentar então namorado.

Próximo Post