20 °c
Nilopolis

MPRJ pede bloqueio de bens de Dr. Jairinho e de Monique Medeiros

Decisão foi tomada para garantir futura indenização criminal

Jairinho e Monique são acusados de assassinar o menino Henry BorelReprodução

Rio – O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) pediu o bloqueio de bens do vereador Jairo Souza Santos Júnior, o Dr. Jairinho (sem partido), e da professora Monique Medeiros. Em nota, o MPRJ explicou que a decisão tem o objetivo de garantir uma futura indenização criminal do caso da morte de Henry Borel, quatro anos. 

Jairinho e Monique estão presos pela morte de Henry desde o dia 8 de abril. Os dois teriam atrapalhado as investigações, ameaçado e combinado versões com algumas testemunhas. A polícia identificou que o vereador agredia o menino com chutes e golpes na cabeça, tudo isso com o conhecimento da mãe, que era conivente.

Nesta segunda-feira, o vereador foi indiciado por torturar o filho de uma ex-namorada. Esse é o terceiro caso em que Jairinho é apontado por torturar uma criança. Além de Henry, cuja morte foi investigada pela 16ªDP (Barra da Tijuca), a Justiça já aceitou a denúncia de tortura ocorrida contra uma menina, entre os anos de 2011 e 2012, também filha de outra ex-namorado do vereador, fruto de outra investigação da Dcav. Na época do início das agressões, a vítima tinha quatro anos. Em seu depoimento, ela disse que foi torturada em um possível motel.

Via: O Dia
Próximo Post