20 °c
Nilopolis

MPRJ instaura inquérito para apurar ‘eventual crime militar’ em ação que resultou na morte de Kathlen Romeu

Ministério Público pediu que Corregedoria da Polícia Militar também investigue o caso

Rio – O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou uma investigação para apurar a conduta dos policiais que participaram da ação que resultou na morte de Kathlen de Oliveira Romeu, 24 anos, no Complexo do Lins, Zona Norte. Em nota, o MPRJ ainda afirmou que pediu à Corregedoria da Polícia Militar para instaurar um inquérito interno para investigar o caso.

“A 3ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal Especializada do Núcleo Rio de Janeiro informa que instaurou Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para investigar, em procedimento independente, os fatos que causaram a morte de Kathlen de Oliveira Romeu. Por sua vez, a Promotoria de Justiça junto à Auditoria Militar do MPRJ informa que também instaurou PIC para apurar eventual crime militar relacionado ao caso”, afirmou.

Na última terça-feira, a designer de interiores estava visitando familiares que moram na favela. A designer de interiores estava grávida de quatro meses. 

Operação foi irregular, afirma presidente da OAB

Próximo Post