20 °c
Nilopolis

Morre o jornalista Milton Coelho da Graça, aos 90 anos, vítima da covid-19

Filho de imigrantes portugueses, o carioca foi editor-chefe de O Globo e chegou a ser correspondente internacional em Londres e Nova York

Milton Coelho da Graça morreu aos 90 anos vítima de covid-19Divulgação

Rio – O jornalista Milton Coelho da Graça morreu aos 90 anos, neste sábado (29), vítima da covid-19 no Rio de Janeiro. O carioca foi editor-chefe de O Globo, diretor de redação das revistas Realidade, Placar, Istoé e Intervalo, do jornal Última Hora, no Recife, e correspondente em Nova York da Gazeta Mercantil. Foi preso por seis meses, em São Paulo, durante a ditadura militar no país, em 1975, quando era editor do jornal clandestino Notícias Censuradas.

Milton, conhecido como Miltinho das Candongas, nasceu no Bairro da Gamboa, na Zona Central do Rio, em 30 de novembro de 1930. Ele era filho de imigrantes portugueses e torcedor do Vasco e da escola de samba Império Serrano. O jornalista era graduado em Economia e Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, mas decidiu pelo jornalismo.

Deu início à carreira de jornalista no Diário Carioca, depois passou por vários jornais, até ser correspondente internacional em Londres e Nova York. Também trabalhou em revistas como a Quatro Rodas, Placar e Playboy e ainda atuou na televisão e na internet. Milton ainda fez parte do Conselho da Associação Brasileira de Imprensa.

O jornalista deixa a filha Djamila, os dois filhos Flávio e Guilherme e a esposa Ledinha. Ainda não há informações sobre a data e o local do enterro.

Via: O Dia
Próximo Post