20 °c
Nilopolis

Moradores relatam intenso tiroteio durante a madrugada no Fonseca, em Niterói

Os tiros teriam sido provocados por disputas entre facções criminosas

A troca de tiros foi no mesmo bairro em que o fotógrafo Thiago Freitas de Souza, de 32 anos, foi assassinado por traficantes com um tiro na cabeçaReprodução

Rio – Durante a madrugada deste domingo, moradores de Fonseca, em Niterói, relataram a ocorrência de intensa troca de tiros. O conflito começou por volta de 1h e foi provocado por disputas entre facções criminosas desde o início de maio.

A troca de tiros foi no mesmo bairro em que o fotógrafo Thiago Freitas de Souza, de 32 anos, foi assassinado por traficantes, com um tiro na cabeça, no dia 15 de maio após pedir que eles fizessem menos barulho para que sua filha de cinco anos pudesse dormir. Segundo sua esposa, os responsáveis pelo crime estavam próximos a janela do quarto dela e o fotógrafo pediu que eles saíssem do local, em seguida ele foi alvejado.

A insegurança no local devido aos tiroteios entre criminosos é constante. Segundo investigações da polícia, traficantes de uma das maiores facções do Estado do Rio invadiriam a comunidade Santo Cristo nessa semana. “O objetivo deles é criar um complexo nessa região e controlar a venda de drogas”, disse um dos investigadores da Polícia Civil. 

As Polícias Militar e Civil foram procuradas para dar mais esclarecimentos sobre os tiros desta madrugada, mas não houve resposta até a finalização da reportagem. O espaço segue aberto para manifestação.

Próximo Post