Ministério Público ouve familiares de Kathlen Romeu, jovem grávida morta no Complexo do Lins

Kathlen Romeu foi baleada, no último dia 8, quando visitava familiares na comunidade da Zona Norte do Rio. A avó estava com a jovem no momento que ela foi atingida

Rio – O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) ouve, nesta terça-feira, a versão dos familiares de Kathlen Romeu, 24 anos, jovem grávida de quatro meses morta no dia 8 de junho, em uma ação da Polícia Militar no Complexo do Lins, na Zona Norte do Rio. Os depoimentos fazem parte do Procedimento Investigatório Criminal (PIC) instaurado pela Promotoria de Justiça junto à Auditoria Militar. A avó de Kathlen, Sayonara de Fátima Queiróz de Oliveira, também será ouvida às 13h na Auditoria Militar. Ela estava com a jovem no momento do tiroteio, e afirmou que implorou por socorro à uma equipe da PM que estava atirando na região.

Próximo Post