Justiça marca julgamento de militares por morte de músico e catador em Guadalupe

Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, seguia com a família para um chá de bebê quando o seu carro foi alvejado por mais de 80 tiros em 2019. O catador que tentou ajudar também foi baleado e morto

Rio – A Justiça Militar do Rio marcou, para o próximo dia 7, o julgamento de 12 militares réus pelas mortes do músico Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, e do catador de latinhas Luciano Macedo. O caso aconteceu em abril de 2019, no bairro de Guadalupe, na Zona Norte do Rio.

O músico seguia com a família para um chá de bebê quando o seu carro foi alvejado por mais de 80 tiros disparados por um grupamento militar que, supostamente, teria confundido o veículo com o de bandidos. Segundo laudos técnicos, foram disparados 257 tiros na ação.

Próximo Post