20 °c
Nilopolis

Justiça suspende ação de improbidade administrativa de Sérgio Cabral

Desembargador aceitou pedido de um dos advogados do caso, que afirmou não ter tido acesso à todas as provas

Ex-governador Sérgio CabralValter Campanato Arquivo/Agência Brasil

Rio – O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) suspendeu as ações de improbidade administrativa contra o ex-governador Sérgio Cabral, o ex-secretário de Saúde e Defesa Civil Sérgio Côrtes e seis oficiais do Corpo de Bombeiros. Na decisão, o desembargador Celso Luiz de Matos Peres explica que a juíza Maria Paula Galhardo, da 4ª vara da Fazenda Pública, não deu acesso ao conteúdo da delação à defesa. 

O processo leva em consideração as delações premiadas do ex-subsecretário estadual de Saúde e Defesa Civil Cesar Romero, homologada em 2017 pelo Juiz Federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, como parte da Operação Lava Jato. 

Romero denunciou supostos desvios de verba estadual na contratação de veículos pelo Corpo de Bombeiros do Rio. O desembargador Matos Peres aceitou o pedido do advogado de um dos oficiais, Dennis Cincinatus, que reivindicou o direito ao acesso à delação premiada. 

“A juíza somente poderia receber as ações, após a defesa ter amplo acesso ao conteúdo da colaboração premiada, já que serviu de base para propositura das ações. Paralelamente a isso, a defesa também acionou o STF, por meio da Reclamação Constitucional, quando o Ministro Alexandre Moraes, determinou que a juíza de primeira instância, prestasse as devidas informações”, afirmou o advogado.

Via: O Dia
Próximo Post