Juíza nega pedido de prisão preventiva a homem que furtou bicicleta no Leblon

Igor Martins Pinheiro, homem branco, de 22 anos, tem 28 anotações criminais e 14 por furto de bicicleta

Rio – A juíza Simone de Araújo Rolim, da 29ª Vara Criminal do Rio, negou o pedido de prisão preventiva de Igor Martins Pinheiro, de 22 anos, preso por furtar a bicicleta elétrica que gerou a falsa acusação contra o jovem negro Matheus Ribeiro. O crime aconteceu no último sábado, no Leblon, na Zona Sul do Rio, quando os donos do equipamento, Mariana Spinelli e Tomás Oliveira acusaram o instrutor de surfe de pegar a bicicleta. O rapaz registrou uma ocorrência contra o casal por racismo. No entanto, o caso é tratado como calúnia pela 14ªDP (Leblon).

Igor foi identificado com base nas câmeras de segurança do bairro. Na decisão, a magistrada argumenta que o crime não foi praticado mediante violência ou grave ameaça e alega que o reconhecimento do rapaz foi feito por policiais civis, o que poderia gerar confusão já que os agentes investigam crimes parecidos. 

Próximo Post