Irmão é preso e confessa ter agredido cabeleireiro que morreu em Nova Friburgo

Yuri Louback se apresentou na delegacia e confessou ter espancado o cabeleireiro Leandro Louback, de 26 anos. O rapaz morreu depois de 12 dias internado

Rio – A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira o autor das agressões que resultaram na morte do cabeleireiro Leandro Louback, em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio. Yuri Louback, irmão da vítima, se apresentou de maneira espontânea e confessou o crime. De acordo com a polícia, uma segunda pessoa estava com ele, mas ainda não foi identificada. 

Após a confissão de Yuri, a polícia descartou a hipótese de crime de homofobia. Em depoimento, segundo o delegado Henrique Pessoa, titular da 151ª DP (Nova Friburgo), o agressor disse ter perdido a cabeça depois de uma discussão com o irmão. 

“Ele se defende alegando que as agressões ocorreram pelo fato de Leandro agredir regularmente a mãe de 70 anos”, explica o delegado, em entrevista à TV Globo. 

Yuri Louback irá responder pelo crime de lesão corporal seguida de morte. Por ter residência fixa, trabalhar na cidade e ter se apresentado espontaneamente, ele permanece em liberdade, explica o delegado. 

“A prisão preventiva não será pedida. Por enquanto, Yuri responderá em liberdade”.

O CASO

Leandro Louback, de 26 anos, morreu no último dia 30 de maio após ficar 12 dias internado no Hospital Municipal Raul Sertã, em Nova Friburgo. 

Ele estava desaparecido e foi encontrado desacordado às margens da rodovia estadual RJ-130. 

Após a morte de Leandro, a polícia passou a investigar o caso e apurou um possível crime de homofobia. 

Via: O Dia
Próximo Post