Irmão do miliciano Ecko entra com pedido de habeas corpus para ser solto

Wallace da Silva Braga foi preso no último dia 11 de maio, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Atualmente, ele cumpre pena na prisão de segurança máxima por ser considerado um preso de alta periculosidade

Rio – A defesa de Wallace da Silva Braga, um dos irmãos do miliciano Welligton Silva Braga, o Ecko, morto no último sábado, entrou com um pedido de habeas corpus na 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro para que ele seja solto. Segundo o TJRJ, ainda não há data agendada para o julgamento do pedido. Wallace, conhecido como Batata, foi preso por policiais da Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco) no dia 11 de maio, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio.

Batata cumpre pena na prisão de segurança máxima, no Complexo de Gericinó, em Bangu. A medida foi necessária porque logo após a sua captura, antes mesmo dos agentes chegarem com o irmão de Ecko na delegacia, o setor de inteligência da Polícia Civil descobriu que milicianos planejavam resgatá-lo. Wallace foi considerado um preso de alta periculosidade.

Próximo Post