Irmã de Marielle contesta fala de Witzel na CPI: ‘Quer usar o nome da minha irmã de escudo’

Ex-Governador do Rio disse que teria sido vítima de "perseguição política" e que o processo de impeachment começou após investigações do caso Marielle Franco

Rio – Anielle Franco, irmã da ex-vereadora Marielle Franco, usou as redes sociais para contestar a fala de Wilson Witzel sobre as investigações do crime na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid-19 nesta quarta-feira. Durante seu depoimento, o ex-governador do Rio disse que teria sido vítima de “perseguição política” e que o processo de impeachment começou após investigações do caso Marielle.  A parlamentar foi assassinada em março de 2018.

“Tudo isso começou porque eu mandei investigar sem parcialidade o caso Marielle. Quando foram presos os dois executores da Marielle, o meu calvário e a perseguição contra mim foram inexoráveis”, afirmou Witzel.

Próximo Post