Into desenvolve tratamento para deformidade que dispensa cirurgia

Técnica é inovadora e vem ajudando diversos pacientes

Rio – Uma técnica inovadora desenvolvida no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), no Rio de Janeiro, para o tratamento de pacientes com deformidade na flexão dos dedos, vem ajudando o jovem Kauã, de 16 anos, a realizar um dos seus maiores sonhos: tocar violino sem sentir dores nas mãos.

Diagnosticado ainda na infância com camptodactilia – como a doença é oficialmente chamada –, Kauã apresentou suas primeiras dificuldades funcionais quando passou a frequentar a escola.

Próximo Post