Grávida encontrada morta em linha de trem não carregava mais o bebê no útero

Jovem ficou uma semana desaparecida antes de ser encontrada sem vida

Rio  – A perícia realizada no corpo de Thaysa Campos dos Santos, de 23 anos aponta que o feto não foi encontrado no ventre da jovem. A manicure estava grávida de oito meses quando foi encontrada morta, na linha do trem, em Deodoro, após uma semana desaparecida, em setembro do ano passado. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

Segundo a Polícia Civil, os agentes coletaram imagens de um homem acompanhando Thaysa ao local onde o corpo dela foi encontrado e ouviram depoimentos de testemunhas para identificar a pessoa que estava com ela. Os policiais também ouviram pessoas que tiveram contato com o celular da vítima após a sua morte. Uma das testemunhas disse que o homem que lhe vendeu o telefone de Thaysa bate com as características do homem não identificado que apareceu nas imagens acompanhando-a ao local em que ela foi encontrada sem vida.

Próximo Post