20 °c
Nilopolis

Governo lança programa que oferece especialização para professores de alfabetização

Programa Rio+Alfabetizado pretende qualificar os profissionais que atuam nas redes municipais de ensino. Estado prevê investimento de R$ 6 milhões

Lançamento no palácio Guanabara,do programa ” +Alfabetizado. Na foto, o Governador Claudio Castro.Estefan Radovicz / Agencia O Dia

Rio – O governador Cláudio Castro anunciou, nesta segunda-feira (31), o programa Rio+Afalbetizado, que prevê a qualificação de professores de alfabetização das redes municipais de ensino. A previsão é oferecer cursos de extensão e especialização para 6,4 mil profissionais.

“Estamos lançando um projeto que dialoga com o futuro, não com o presente. A partir do momento em que o estado separa parte do seu orçamento fiscal para formação e qualificação de seus educadores, a partir do momento que olhamos para esse profissional, estamos olhando o primeiro passo, que é o letramento. Estamos garantindo um futuro. Através do letramento vamos melhorar o percurso”, celebrou o secretário estadual de Educação, Comte Bittencourt, em cerimônia realizada no Palácio Guanabara, ao lado do governador Cláudio Castro.

O programa, que funcionará em parceria com as prefeituras do estado, terá investimento de R$ 6 milhões para custear os cursos dos docentes. Profissionais em qualquer nível de escolaridade poderão fazer cursos de extensão que terão 180 horas e 10 meses de duração. Os de ensino superior completo terão disponíveis as especializações, com duração de 360 horas.

“Nossa prioridade é conhecimento, conhecimento, conhecimento. Para esse conhecimento chegar na ponta é preciso um trabalho de estrutura, uma qualificação para que a nossa criança possa ter o aprendizado necessário. E hoje a gente dá um passo nessa direção. Investir no professor é investir em educação”, comentou o governador.

O curso de extensão terá 180 horas e 10 meses de duração, sendo dirigido aos alfabetizadores com qualquer nível de escolaridade. Já o de especialização vai ter 360 horas e será voltado a docentes que possuam nível superior completo. 

Via: O Dia
Próximo Post