Governo do Rio entrega 80 novas viaturas para o Corpo de Bombeiros

Renovação da frota reforça a Operação Extinctus, lançada para a prevenção e o combate a incêndios florestais

Novos carros serão usados no combate ao fogo na mata e permitirão agilizar a chegada dos militares às áreas mais acidentadasDivulgação

Rio – O governador Cláudio Castro entregou ao Corpo de Bombeiros 80 novas viaturas do tipo picape automáticas, com tração 4×4, que acessam os mais diversos terrenos, nesta segunda-feira. Os veículos serão distribuídos para vários quartéis. O investimento na renovação da frota foi de cerca de R$ 12 milhões, oriundos da arrecadação da Taxa de Incêndio. Os novos carros serão usados no combate ao fogo na mata e permitirão agilizar a chegada dos militares às áreas mais acidentadas.

“É uma alegria entregar infraestrutura necessária para o excelente trabalho que nossos bombeiros realizam. Entregar essas viaturas é mais do que oferecer carros, é dar condições de trabalho. É nossa obrigação dar estrutura e qualificação a esses profissionais para que a população tenha o melhor atendimento possível”, destacou Castro, acrescentando a importância da Taxa de Incêndio para que esses equipamentos de ponta sejam adquiridos e tenham a manutenção necessária.

A entrega das novas viaturas reforça a Operação Extinctus, que foi lançada nesta segunda-feira pelo Corpo de Bombeiros, no Complexo de Ensino e Instrução Coronel Sarmento, em Guadalupe. A corporação vai atuar pelo quarto ano consecutivo de forma preventiva no combate aos incêndios florestais no Estado.

“É muito importante essa valorização que estamos recebendo do governo do estado. As viaturas são de suma importância para que possamos responder com maior rapidez em casos de fogo em vegetação”, ressaltou o secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Leandro Monteiro.

A Operação Extinctus contará com um reforço especializado de militares treinados para atuar, especificamente, nos incêndios florestais. Helicópteros, caminhões de transporte de tropa e viaturas do tipo autobomba, com capacidade para atuar em qualquer cenário, também estarão disponíveis para as ocorrências.

“Todo ano que gente aprimora as técnicas de combate a incêndios florestais, reforçando o efetivo em cada quartel e melhorando os equipamentos com novas tecnologias. Esse é o período de estiagem, quando o mato está muito seco e a população precisa se conscientizar em relação à soltura de balões e queimadas desordenadas, pois isso pode gerar grandes tragédias. Nessa época do ano nossas ocorrências triplicam em relação aos outros períodos”, disse o subchefe do Estado Maior Geral Operacional, coronel Rafael Camilo.

Este ano, a operação vai contar, ainda, com a participação de agentes das regionais de Defesa Civil (Sedec-RJ/REDEC), que notificarão os responsáveis por áreas com perigo iminente de incêndios florestais. A novidade vai estimular a prevenção e a conscientização da população sobre as implicações negativas e as consequências legais que as queimadas trazem ao bioma.

O Corpo de Bombeiros atende, em média, 13 mil eventos de incêndio em vegetação (cerca de 36 eventos por dia), sendo que 62% deste total (aproximadamente 8 mil) ocorrem neste período, em geral nos meses compreendidos entre junho e setembro. Esses dados justificam um planejamento estratégico bem elaborado a fim de otimizar os recursos da corporação, garantindo a eficiência e a atuação dos bombeiros em todas as regiões do Estado.

Estão previstos o empenho diário de até 13 viaturas tipo Auto-Rápido (AR), tripulados por 65 militares de todos os (10) dez Comandos de Bombeiro de Área (CBA) terrestres do CBMERJ, coordenados pelos Grupamentos de Socorro Florestal e Meio Ambiente (1º GSFMA – Alto da Boa Vista e 2º GSFMA – Magé) e auxiliados pelas aeronaves do Grupamento de Operações Aéreas (GOA), quando necessário. Estão disponíveis ainda, mais de 1,7 mil equipamentos para combate indireto a incêndios florestais, três viaturas do tipo Autotransporte de Tropa (ATT) e uma Autobomba (AB) específica para incêndios florestais, assim como 12 Fireflex Tank (tanque para armazenamento de água).

Via: O Dia
Próximo Post