Gestante que teve parto em corredor vai ser indenizada por hospital

Mulher deu a luz próxima à área de carga e descarga de caminhões da Casa de Saúde e Maternidade Terezinha de Jesus

Rio – A 27ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJRJ) manteve a sentença da 1ª Vara Cível da Pavuna, que condenou a Casa de Saúde e Maternidade Terezinha de Jesus, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, a indenizar uma gestante em R$15 mil. A grávida teve seu parto realizado no corredor da unidade, próximo à área de carga e descarga de caminhões.

Segundo o laudo pericial, não houve erro médico no atendimento que resultou no nascimento de uma menina. Para a desembargadora Maria Luiza de Freitas Carvalho, relatora do processo, o hospital falhou em deixar de dar atendimento digno e adequado.

Próximo Post