Ex-policial suspeito de integrar milícia de Nilópolis é preso

Grupo criminoso tentava se instalar no município. Homem estava em veículo roubado

Rio – Um ex-policial suspeito de integrar um grupo de milicianos foi preso em flagrante nesta quinta-feira (10), em Nilópolis, na Baixada Fluminense. O homem já havia sido preso e era monitorado pela Polícia Civil desde que deixou a prisão, após ganhar um benefício da Justiça. A milícia de que é suspeito de fazer parte tentava se instalar no município.

De acordo com a Polícia Civil, o ex-policial foi preso em 2008 com um carro roubado, pistolas e um fuzil. Em 2020, quando ainda estava no presídio, ele comandou um grupo de quatro homens da quadrilha de Wellington da Silva Braga, o “Ecko”, chefe da milícia conhecida como “Liga da Justiça”. Os criminosos também foram presos.

Durante as diligências, agentes da 57ª DP (Nilópolis) suspeitaram que o ex-policial estaria em um veículo clonado e portando arma de fogo. A equipe abordou o homem no automóvel, que foi apreendido. Segundo a perícia, a numeração do chassi estava adulterada e o carro foi roubado em Niterói, em setembro de 2020. Com o ex-policial, os agentes apreenderam o veículo clonado, uma pistola com três carregadores, um colete balístico e uma capa de colete.

O acusado já tinha anotações criminais por roubo de veículo, homicídio, extorsão e receptação e vai responder pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, receptação, uso de documento falso e adulteração de número de sinal identificador de veículo automotor. O preso foi encaminhado ao sistema penitenciário, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Via: O Dia
Próximo Post