Empresa será notificada após rodoviários serem orientados a usar ivermectina contra a covid-19

'É um absurdo que um médico a serviço de empresários oriente o uso de um medicamento que não está aprovado pela Anvisa', disse o deputado Dionísio Lins

Rio – O presidente da Comissão de Transportes da Assembléia Legislativa do Rio (Alerj), deputado Dionísio Lins (Progressista) irá notificar as empresas e as Secretarias municipal de Transporte e de Saúde, para que apurem o caso ocorrido na Viação Redentor, onde um médico da empresa indica para os funcionários o uso de ivermectina como tratamento para a covid-19.

“Estamos dando o prazo para nos responderem em 48 horas. Dependendo das informações que recebermos vamos notificar o Ministério Público para que tome as medidas cabíveis. É um absurdo que um médico a serviço de empresários oriente o uso de um medicamento que não está aprovado pela Anvisa para o tratamento da covid-19. Isso é muito grave e, a meu ver, estão politizando um assunto de saúde”, disse Dioníso.

Próximo Post