Empresa diz ter demitido homem que acusou jovem negro de furtar bicicleta

Momento que o professor de surfe é acusado de furtar o equipamento foi filmado e postado nas redes sociais

Rio – A empresa Papel Craft diz ter demitido o funcionário envolvido em um caso de racismo contra um jovem negro, no Leblon, na Zona Sul do Rio, no último sábado. A informação foi publicada nos comentários do Instagram da loja após diversos internautas pedirem um posicionamento oficial sobre o ocorrido. O professor de surfe Matheus Ribeiro foi acusado por dois jovens brancos de ter furtado uma bicicleta elétrica enquanto esperava pela namorada próximo ao Shopping Leblon. O vídeo do momento da abordagem foi filmado pela vítima e publicado nas redes sociais. 

Além do jovem branco, uma mulher também aparece no vídeo. Segundo o boletim de ocorrência registrado por Matheus online e encaminhado para a 14ª DP (Leblon), ela foi identificada como Mariana Ribeiro Spinelli e será chamada a prestar depoimento na distrital.

Próximo Post