Ecko percebeu chegada da polícia ainda na Avenida Brasil, afirma subsecretário

Segundo delegado, miliciano 'tentou de alguma forma fugir e a fuga foi impedida'. Ecko foi baleado no peito e chegou a ser socorrido de helicóptero, mas não resistiu

Rio – O miliciano Wellington da Silva Braga, o Ecko, percebeu a chegada das equipes policiais quando o comboio ainda passava pela Avenida Brasil. Ecko foi encontrado na casa de parentes, na comunidade Três Pontes, em Paciência, Zona Oeste do Rio. Segundo o subsecretário operacional da Polícia Civil, Rodrigo Oliveira, o criminoso “tentou de alguma forma fugir e a fuga foi impedida”. Ele foi baleado duas vezes na região do peito.

Ecko foi alvo da operação ‘Dia dos Namorados’. Equipes da Polícia Civil que o investigavam já tinham a informação de que o miliciano visitaria a namorada neste sábado (12). “Escolhemos essa data porque ele estaria com a namorada. Estávamos de prontidão há três dias, e assim que vimos que ele estava presente, ele foi preso. Diversas unidades trabalharam nessa operação. Com o cerco efetuado na residência, o miliciano tentou de alguma forma fugir e a fuga foi impedida. Ele acabou sendo baleado”, disse o subsecretário operacional da Polícia Civil, Rodrigo Oliveira, durante entrevista coletiva na Cidade da Polícia.

Próximo Post