Doses de vacina contra a covid-19 deverão ser rastreadas no Rio

Medida foi determinada por lei com o objetivo de evitar desvios e ‘fura-filas’

A cidade do Rio terá que criar um sistema de rastreamento e transparência da distribuição e aplicação de doses da vacina contra a covid-19. A determinação é da Lei nº 6.949/2021, dos vereadores Ulisses Marins (Republicanos) e Felipe Michel (PP).

De acordo com o texto, deverão ser divulgadas em uma plataforma centralizada informações sobre as doses recebidas pela Prefeitura do Rio e repassadas aos postos de vacinação, identificando lote, fabricante e quantas doses foram aplicadas por unidade.

O objetivo, segundo os autores, é evitar desvios e ‘fura-filas’. Segundo os parlamentares, o controle por meio da plataforma poderá evitar fraudes cometidas por profissionais mal intencionados, levando-os a responder por atos não condizentes aos responsáveis em cuidar da saúde das pessoas.

A lei foi promulgada pelo presidente da Câmara Municipal do Rio, vereador Carlo Caiado (DEM), nesta quarta-feira (16), após derrubada de vetos do prefeito ao projeto aprovado pelos vereadores. 

Via: O Dia
Próximo Post