Diarista é vítima de racismo em Copacabana: ‘Fui chamada de macaca’

Mulher de 55 anos disse ter sido ofendida dentro de um supermercado na Rua Bolívar

Rio – Uma diarista foi vítima de racismo, na tarde desta quinta-feira, em um supermercado da Rua Bolívar, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Alba Valéria, de 55 anos, fazia compras no estabelecimento quando, em um dos corredores, disse ter sido insultada por uma mulher, que teria gritado em sua direção: “Vai comer banana, sua macaca!”. O relato do crime de racismo foi postado pela vítima em uma rede social.

“Estou sentindo uma tristeza profunda. Toda hora a imagem dessa mulher volta à minha cabeça. Eu nunca tinha passado por isso. Agora sei o quanto o racismo é terrível. Estou muito triste e indignada”, diz Alba Valéria, que mora em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e trabalha como diarista para duas famílias, em Copacabana e no Méier.

Próximo Post