Dia de emoção! Menina passa por cirurgia complexa e celebra a vida

Kezya Pereira tinha tumor no sistema nervoso. Sucesso do procedimento foi presente de aniversários da paciente e do hospital

Rio – Completando mais um ano de vida nesta sexta-feira, o que não faltam são motivos para a adolescente Kezya Pereira comemorar. Em apenas 20 dias, sua vida teve uma reviravolta: deu entrada no Hospital Municipal Jesus (HMJ), em Vila Isabel, ainda sem diagnóstico fechado sobre a fraqueza muscular que vinha apresentando, descobriu que se tratava de um tumor no sistema nervoso e, então, passou por uma neurocirurgia bem-sucedida para retirada.

O procedimento, feito nesta última quarta-feira, mobilizou todo o hospital. Mais do que aniversário, a data dos 13 anos de Kezya é como se ela nascesse de novo. E as comemorações são em dobro: no mesmo dia, o HMJ, referência em Pediatria no Rio de Janeiro, completa 86 anos de assistência prestada à saúde pública.

Paciente do Hospital Municipal de Jesus ganha sucesso em neurocirurgia de alta complexidade de aniversário.

Créditos: Divulgação#ODia pic.twitter.com/3SwOY777bG

— Jornal O Dia (@jornalodia) July 31, 2021

Kezya chegou no HMJ no dia 10 de julho, encaminhada pelos médicos que estavam tratando um trauma em seu braço, para investigar sua dificuldade de movimentação do membro, de andar e de sustentação do tronco. Após exames feitos com apoio do Instituto Nacional do Câncer (Inca), foi identificada uma compressão da coluna cervical causada por um tumor no bulbo raquidiano (órgão do sistema nervoso responsável por processos vitais, como respiração, batimentos cardíacos e vasoconstrição). Havia o risco de uma iminente parada respiratória.

A partir daí, começou uma mobilização de todo o hospital e profissionais para que Kezya passasse por cirurgia para retirada do tumor.

“Para trazer segurança ao procedimento da Kezya, precisávamos de monitorização neurofisiológica, procedimento que visa minimizar os riscos de lesões de raízes nervosas resultando em sequelas motoras ou sensitivas por vezes irrecuperáveis, e que custa em torno de 6 mil reais. A equipe de Neurocirurgia conseguiu parceria com colegas médicos que se mobilizaram e pudemos dispor dessa segurança.”, contou a diretora do HMJ, Claudia Nastari.

De acordo com os agentes de saúde, ao acordar, percebendo a volta dos movimentos dos braços e das pernas, o primeiro desejo de Kezya foi ver a mãe. Dona Ana Paula estava lá à espera do despertar da filha. Segundo ela, foi um dos momentos mais emocionantes da sua vida.

“Abraçar minha filha depois da cirurgia foi um alívio depois de todo medo que senti por não saber o que ela tinha e, depois, de perdê-la diante do diagnóstico do tumor. Mas o hospital nos deu todo o apoio, estamos sendo muito bem atendidas, só tenho a agradecer por termos encontrado uma equipe tão acolhedora no nosso caminho. Eu e Kezya estamos planejando o bolinho que vamos preparar para cantar um parabéns junto de toda a família quando ela tiver alta”, adiantou Ana Paula.

A previsão é que a adolescente deixe a UTI na próxima semana e dê continuidade ao tratamento. Nesta sexta-feira, 30 de julho, menos de 48h depois da cirurgia, a equipe do HMJ celebrou o aniversário de Kezya, o sucesso do procedimento e a esperança de uma nova chance para a menina.

Via: O Dia
Próximo Post